O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 

Mapa de navegação:

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player









Links úteis:

Núcleo de Ecologia de Rodovias e Ferrovias (UFRGS)

SIRIEMA - Spatial Evaluation of Road Mortality Software

CBEE -Centro Brasileiro de Ecologia de Estrafdas

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA

 

 

AnteriorInícioPróximo
3.3. MONITORAMENTO: REAVALIAÇÃO

O monitoramento pós-instalação deve produzir periodicamente resultados que permitam quantificar a efetividade das medidas adotadas e o impacto da rodovia sobre a fauna, de modo que as primeiras sejam readequadas quando necessário, no âmbito do processo de renovação da licença ambiental da rodovia. O caráter adaptativo das estratégias de mitigação ambiental deve ser incorporado tanto aos órgãos licenciadores quanto aos empreendedores, muitas vezes recalcitrantes a mudanças estruturais em obras dadas como concluídas, especialmente quando decorrentes de demandas ambientais. Entretanto, da mesma forma que com o passar do tempo alterações no tráfego geram adequações estruturais visando o aumento da capacidade da rodovia, o monitoramento ambiental deve gerar indicativos suficientes para justificar eventuais alterações nas estratégias de mitigação, reduzindo-as ou alterando-as.

Considerando que a habituação da fauna às estruturas mitigadoras ocorre após vários anos (CLEVENGER & WALTHO 2003), que impactos na diversidade biológica podem ser mensurados somente após décadas (FINDLAY & BOURDAGES 2000), que as características do entorno variam ao longo do tempo e que o conhecimento científico se desenvolve e consolida gradativamente, o processo de monitoramento e reavaliação deve ter caráter de longo prazo. Estimativas confiáveis requerem uma metodologia adequada e um período contínuo de monitoramento, que permita a detecção e estabilização de padrões e dados quantitativos. Com a obtenção de diagnósticos e proposição de indicativos tecnicamente embasados ao final de cada ciclo, pode-se avaliar como satisfatória a estratégia de monitoramento. Refletidas na efetiva implantação das adequações recomendadas e na redução do impacto ambiental da rodovia sobre a fauna, pode-se considerar o projeto de mitigação como eficiente, cumprindo a função para a qual foi previsto no âmbito do licenciamento e da sustentabilidade ambiental do sistema viário.


AnteriorInícioPróximo


CONECTE - Guia de procedimentos para mitigação de efeitos de rodovias sobre a fauna
©2012 Mozart S. Lauxen e Andreas Kindel

Atualizado em: Tuesday, August 21, 2012 15:23